Postado em 25 de Setembro de 2017 às 10h32

Chá Verde: Benefícios para a saúde humana

Benefício (53)

Vanusa MANFREDINI 1; Vanessa DUARTE MARTINS 2; Mara da SILVEIRA BENFATO 3
1. Farmacêutica, mestre em Biologia Celular e Molecular (PPGBCM-UFRGS).
2. Graduanda do curso de Nutrição UFRGS.
3. Professor adjunto do Departamento de Biofísica, Instituto de Biociências da Universidade Federal do Rio Grande
do Sul UFRGS, 91501 - 970, Porto Alegre (RS).
Autor responsável E-mail: mara.benfato@ufrgs.br

Chá Verde Introdução: As espécies reativas de oxigênio (ERO) são formadas normalmente durante o metabolismo celular, ou seja, são subprodutos do metabolismo da mitocôndria, do citocromo P450, da...

Introdução:

As espécies reativas de oxigênio (ERO) são formadas normalmente durante o metabolismo celular, ou seja, são subprodutos do metabolismo da mitocôndria, do citocromo P450, da ativação de células inflamatórias, entre outros. Elas também podem ser formadas devido à ação química e física a agentes como radiação γ, UVA e H2O2. Quando ocorre um aumento das ERO e/ou uma diminuição da capacidade antioxidante, os radicais livres são capazes de lesar componentes celulares, inclusive o DNA, modificando sua estrutura e/ou função e gerando o estresse oxidativo.

Compostos fenólicos abrangem um grande grupo de flavonóides que estão presentes em vegetais, frutas, vinho e chá. Eles contribuem para o sabor, odor e coloração de diversos vegetais, sendo muitos desses economicamente importantes pela utilização como flavorizantes e corantes de alimentos e bebidas.

A capacidade dos polifenóis vegetais em atuar como antioxidantes nos sistemas biológicos já foi reconhecida nos anos trinta, entretanto, o mecanismo antioxidante foi ignorado até pouco tempo. Para alguns derivados de ácidos fenólicos, tem sido relatada a excelente propriedade de quelação do ferro e de outros metais de transição, e neutralizaçãoda ação oxidativa dos radicais livres.

Estudos realizados demonstraram que os polifenóis presentes no chá verde (Camellia sinensis) apresentam bioatividades importantes em certas patologias como: diabetes mellitus, cardiopatias, infecções virais, inflamações e em doenças degenerativas, como o câncer e o envelhecimento. Evidências sugerem que a ingestão diária de antioxidantes, principalmente compostos fenólicos, é capaz de retardar o aparecimento destas doenças.

O objetivo dessa revisão é relatar as principais pesquisas nessa área, enfocando aspectos referentes à ação dos compostos fenólicos do chá verde (green-tea) e suas contribuições na prevenção de algumas doenças.

Os benefícios do chá verde para a sua saúde

Durante séculos, o chá verde chinês tem sido considerado, no Extremo Oriente, uma bebida saudável. Depois da água, é a bebida não alcoólica mais consumida no mundo. Existem muitas pretensões, freqüentemente exageradas, quanto aos benefícios do chá verde para a saúde. Estudos recentes produziram resultados que afastaram muitos mitos, mas também confirmaram alguns benefícios importantes para a saúde, em relação ao seu consumo regular.

Hoje, é considerado alimento funcional que consumido na alimentação cotidiana pode trazer benefícios fisiológicos e específicos, graças aos seus componentes ativos.

Existem três tipos principais de chá: o preto (indiano), o verde (japonês e chinês) e o preto chinês (oolong), mas a maioria dos estudos experimentais demonstra efeitos antimutagênicos e anticarcinogênicos do chá preparado na forma verde ou de frações polifenólicas isoladas de chá verde.

O chá verde é rico em vitamina K, nutriente essencial para a coagulação sanguínea. Os compostos polifenólicos como as catequinas, epicatequinas, galocatequinas, epigalocatequinas e epicatequinas galato são flavonóides responsáveis por controlar e prevenir certas doenças, e estão presentes em grande quantidade em ambos os chás; a diferença está no processamento.

As folhas do chá preto são fermentadas. Assim, grande parte de seus princípios ativos, benéficos para a saúde, é alterada ou destruída. Enquanto que no chá verde, suas folhas são expostas ao vapor da água e colhidas logo depois. Em seguida, secam naturalmente. Esta técnica preserva os polifenóis naturais que variam muna proporção de 45-90% em relação às propriedades biológicas.

O uso do chá verde na doença coronária (dc)

Outro importante papel do consumo do chá verde está na redução do desenvolvimento da doença coronariana. A presença dos antioxidantes naturais parece conferir o segundo principal benefício do chá verde, que é a redução da probabilidade de desenvolvimento da doença coronariana (DC). A oxidação das lipoproteínas de baixa densidade (LDL) é uma das causas importantes do aparecimento da doença coronária.

Estudos in vitro realizados em animais, sobre a oxidação lipídica, revelaram que certas catequinas são cerca de dez vezes mais eficazes, como antioxidantes, do que a vitamina E. Os flavonóides existentes no chá verde
também demonstraram, em experiências laboratoriais, a peroxidação potencialmente prejudicial das LDL. Também, existem provas de que as catequinas existentes no chá verde poderão reduzir a taxa do colesterol e, em particular, do colesterol LDL, quando é administrada aos animais experimentais uma dieta rica em gordura.

Os dados epidemiológicos confirmam a importância da ingestão de antioxidantes. A reduzida incidência
da doença coronária foi correlacionada com a existência de elevados níveis plasmáticos de vitamina E, provavelmente como resultado de dieta mais rica em antioxidantes.

A administração de vitamina E, sob a forma de complemento dietético, também demonstrou reduzir o risco de DC. Também se verificou acentuada diminuição no risco de doença cardíaca nos idosos, quando fazem dieta
rica em bioflavonóides.

Veja também

Suco Detox - Chá Verde23/10/17 Sucos Detox são uma boa alternativa de sucos saudável, além de ajudar a emagrecer com saúde podem garantir um sono melhor à noite. Os sucos detox, vêm fazendo o maior sucesso e não é por acaso. Além de hidratantes e saborosos, os sucos detox em geral têm ação desintoxicante, isto é, ajudam nosso organismo a eliminar......
O Chá Verde na China!29/05/17 O primeiro copo umedece meus lábios e garganta. A segunda assusta minha solidão, o terceiro penetra meu interior fértil, nada mais do que cerca de cinco mil volumes de ideogramas lunáticos. A quarta taça cria um leve......

Voltar para Notícias